Como financiar seu carro dos sonhos sem juros absurdos

Com a realidade precária do transporte coletivo, seja ele público ou não, muitos brasileiros despertam em si o sonho de ter o seu próprio veículo. No caso do transporte coletivo pago, as tarifas estão cada vez mais altas, o que contribui diretamente para que este desejo cresça ainda mais.

Na hora de se planejar para a compra, é comum se encontrar em um impasse na hora de decidir o método. Entre tantas opções, qual seria a melhor? Isso pode variar entre os perfis e necessidades das pessoas.

– Por que financiar?

O financiamento é o método mais comum nas compras de veículos. O método atrai muitas pessoas porque promete colocar um carro em suas garagens de forma mais rápida. De fato, para aqueles que tem urgência e extrema necessidade, o financiamento acaba sendo a melhor escolha.

No entanto, ao se deparar com as condições do financiamento, a análise de um tópico pode assustar: os juros. Os juros podem, de fato, ser um grande obstáculo na conquista do objetivo de ter um carro próprio. Mas, você sabia que é possível tomar medidas que te permitem pagar juros que não sejam absurdos? Confira.

– O que fazer para não pagar juros altíssimos

  1. Pesquise

Isso mesmo! A pesquisa é a chave para evitar taxas de juros absurdas. Por isso, vale a pena investir algum tempo e deixar a pressa de lado na hora de fazer as buscas. Fique de olho nas promoções, descontos e nas parcerias que o seu banco pode oferecer.

  • Pague uma entrada maior

Esse passo exige bastante planejamento, mas garanto que vale muito a pena. Se você nunca fez um financiamento antes, nem sabe como funciona o processo, é importante compreender. Quanto maior é a entrada que você dá, menor será o número de parcelas que cabem no seu bolso. E se há menos parcelas, há menos juros aplicados ao mês.

  • Descubra o seu prazo

O financiamento costuma assustar as pessoas por causa da ideia de passar 5 anos pagando um valor mensal. E se ocorrer uma emergência? Se eu não puder pagar e perder o meu veículo? Mas, no fim das contas, você não precisa passar os 60 meses.

Definindo o prazo que está disposto a passar pagando, você consegue descobri qual banco é melhor para você. O Itaú, por exemplo, é melhor para quem planeja finalizar em prazos menores. Já o Bradesco, é melhor para aqueles que querem financiar 100% do valor e, por isso, precisam de um prazo maior.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of